sábado, 20 de outubro de 2012

NOVO Ford Fusion começa a ser vendido por R$ 112,99 mil



A Ford convidou o WebMotors para o lançamento oficial do Ford Fusion. Só como curiosidade, o modelo que avaliamos, lançado há quinze dias nos EUA, custa US$ 21 mil, algo em torno de R$ 44 mil. Disponível para o Brasil em apenas uma versão até o final de 2012, o Fusion 2,0L tem um valor sugerido de R$ 112,99 mil.

Para o primeiro trimestre a Ford oferecerá outras versões do Fusion. A primeira delas é a equipada com o propulsor da Ranger de 173 cv, flexível em combustível, só que ajustado conforme as necessidades, da Ranger. A segunda opção será a híbrida, equipada com um motor a gasolina de 2,0L. A terceira versão é a equipada com tração dianteira FWD, uma vez que a topo utiliza o sistema AWD.

Sopa de (letrinhas) tecnologia

Entre as tecnologias oferecidas, o novo Fusion se destaca por apresentar assistente ativo de estacionamento (Active park assist), que é capaz de fazer balizas sem a interferência do motorista, Lane Keeping System que auxilia o motorista a manter a posição adequada na pista, alertando sobre uma possível sonolência ou erro na condução e o Blind Spot Information System (BLIS) que informa sobre veículos trafegando em possíveis pontos cegos, além de ajustar a velocidade do veículo às condições de tráfego.

Interior do Novo Ford Fusion
Motor EcoBoost pode ser um dos segredos de sucesso Uma tecla que a Ford insistiu muito durante o lançamento do novo Fusion é a da substituição do motor 3,0L V6 de 243 cv pelo 2,0 de 240 cv. O segredo para conquistar tanta força de um 2,0L está na turbina trabalhando junto do comando variável. Durante o curto percurso que o WebMotors fez com o carro pelas ruas de Beverly Hills, ficou nítido o bom torque a 1.250 rpm. 

Outra característica encontrada no propulsor foi a da ausência do efeito de solavanco da turbina. De acordo com a Ford, só foi possível suavizar os “trancos” com a utilização de válvulas eletrônicas. Um software fica responsável pelo gerenciamento da pressão de entrada, que pode chegar a 16 psi.

Para conseguir um consumo declarado de 8,9 km/l na cidade e de 10,9 km/l na estrada, o EcoBoost usa bicos injetores de última geração. Outro aparato técnico que contribui para o desempenho e consumo do Fusion é o duplo comando independente de válvulas variável da Ford, denominado pela Ford de Ti-VCT.

Assim como nos modelo de categoria maior, o Ford Fusion 2013 usa um sistema que controla a entrada de ar no radiador. O controle ativo de fechamento da grade frontal ajuda a diminuir o arrasto, desviando o fluxo de ar quando ele não é exigido pelo sistema de refrigeração do motor. Outra funcionalidade desse sistema é o maior controle de consumo de combustível. Segundo a engenharia da marca, quando fechada, a grade reduz o arrasto do ar e melhora a aerodinâmica em aproximadamente 6%.

Arisco, mas nem tanto

Com 1.689 kg, o Fusion tem uma relação peso/potência de 7 kg/cv. Com um PBT de 2.086 kg, a relação aumenta para 8,6 kg/cv. Ou seja, com uma capacidade de carga de 387 kg, carregado o Fusion acaba ficando moroso. Mercado e posicionamento 

Com um valor acima de R$ 100 mil, o Fusion chega com aperitivos que cativam o consumidor. A faixa que o carro vai disputar é a dos sedãs Jetta, Azera, Passat, Optima, 408 THP, Fluence Turbo e até Mercedes-Benz Classe C.




Pontos positivos

- Sistema de leitura de faixas, inédito em veículos dessa categoria

- Dirigibilidade

- Custo/benefício do pacote em comparação aos rivais

Pontos negativos

- Porta-malas menor, de 530l para 453l

- Falta de outras opções mais em conta (só a partir de 2013)
- Preço se comparado ao vendido nos EUA (é obvio que ele poderia ter um preço menor apenas se fosse produzido no Brasil)

Opinião do repórter - A Ford surpreendeu com o valor e com os pacotes oferecidos. Para aqueles que pretendem adquirir o carro antes de 2013, a corrida será disputada. A Ford comercializará a partir do Salão do Automóvel apenas o primeiro lote, composto por 400 unidades. Para o próximo ano chegarão as opções FWD, a 2,5L Flex e a Híbrida.


Carroceria:Sedã
Motor:2.0 EcoBoost GTDI, transversal
Número e disposição dos cilindros:4 (quatro) em linha
Cilindrada:2.0 (1.999 cm³)
Diâmetro dos cilindros:87,5 mm
Curso dos êmbolos:83,1 mm
Potência:240 cv (@ 5.500 rpm)
Torque:34,7 kgfm (@ 1.750–4.000 rpm)
Rotação da marcha lenta:750 rpm
Rotação máxima:6.800 rpm
Relação de compressão:9,3:1
Combustível:Gasolina
Tração:AWD
Consumo (km/l)
Ciclo urbano:8,1
Ciclo estrada:10,9
Transmissão
Automática:SelecShift, 6 à frente e 1 a ré, com
Paddle Shift
Relação de marchas:
1ª:4,58:1
2ª:2,96:1
3ª:1,91:1
4ª:1,44:1
5ª:1,00:1
6ª:0,74:1
Ré:2,94:1
Relação final:3,36:1
Direção:Tipo pinhão e cremalheira com assistência
elétrica (EPAS)
Freios:A disco nas quatro rodas com ABS
De estacionamento:Elétrico por botão no painel
Suspensão
Dianteira:Independente tipo MacPherson com barra
estabilizadora
Traseira:Independente ControLink com barra
estabilizadora
Pneus:P235/45 R18
Rodas:18x8,0", de liga leve
Capacidades (kg)
Peso do veículo em
ordem de marcha:1,689
PBT:2,086
Capacidade de carga:387
Tanque de combustível (L):66,22
Porta-malas (L):453
Dimensões externas (mm)
Comprimento:4,871
Largura com espelhos:2,121
Espelhos dobrados:1,911
Altura em ordem de marcha:1,484
Entre-eixos:2,85
Balanço traseiro:1,087
Dimensões internas (mm)
Espaço para:
Cabeça dianteiro:995
Cabeça traseiro:960
Pernas dianteiro:1,125
Pernas traseiro:972
Ombros dianteiro:1,468
Ombros traseiro:1,445
Quadril dianteiro:1,397
Quadril traseiro:1,382


Fonte: http://www.webmotors.com.br/wmpublicador/yahoolancamentos-conteudo.vxlpub?hnid=47049

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...